Domingo, 4 de Janeiro de 2009

Não vou falar de 2008

Devia, mas não vou. É um ano que merecia um grande texto, mas que não o vai ter, pelo menos para já.

Como disse a Bad:

 

...o ano é novo mas que não, a vida não é nova. Depois de amanhã, ao acordar, é um novo dia. Tal como nos outros dias do ano, um dia sucede ao outro. Mudem-se ou não os calendários, as agendas ou os números que indicam o ano.

Não depositemos na mudança do calendário a esperança de boas novas chegadas do “além”. A vida requer esforço. Um dia atrás do outro.

Não podemos apagar o passado, as coisas que nos pesam nos anos, os dias que nos trouxeram até ao hoje. E não será a mudança do calendário a trazer uma metamorfose à vida. Hoje, amanhã, para o mês que vem... Não vale a pena depositar no tempo a esperança de agarrar a vida. A mudança está cá dentro. Ou se vai a jogo, ou se desiste. Aqui não se faz bluff.

 

E este é mais um texto escrito por outros, que podia ter sido escrito por mim!

 

Sejam felizes!

sinto-me:
publicado por Escondida às 16:10

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Não vou falar de 2008

.arquivos

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds